7 de jul de 2012

Desenvolvimento do Bebê mês a mês:

Para as mamães de primeira viagem, colocamos um resuminho sobre o crescimento do bebê mês a mês para que elas possam fazer sua sessão de fotos de Book Gestante mais confiantes:

Sessao de Fotos para Gravida em Estudio
Sessao de Fotos para Gravida em Estudio

Primeiro mês


Desenvolvimento físico: quando a mulher suspeita de gravidez, seu pequeno herdeiro já tem 2 semanas, está implantado no útero e realiza as primeiras trocas com o organismo materno. Passados sete dias, ele adquire um corpo alongado, dividido ao meio pelo sulco neural, que dará origem à espinha.Três grupos de células preparam-se para criar a cabeça, o tórax e o abdômen. Ao final do primeiro mês, a maioria dos órgãos está em formação. Já se distingue a cabeça, o coração e um esboço do aparelho digestivo.

Desenvolvimento motor: quatro pequenos brotos se transformarão nos membros inferiores e superiores.

Grande avanço: o sistema circulatório entra em ação e seu coração primitivo já bombeia sangue para o resto do corpo. Medidas: o embrião mede 0,5 cm e pesa menos que 1 g.



Segundo mês


Desenvolvimento físico: formam-se o aparelho digestivo e o respiratório, além dos genitais internos.O diafragma separa o tórax do abdômen.Olhos, orelhas, nariz e boca aparecem com nitidez. A língua cresce na boca, e os futuros dentes, no interior das gengivas. O coração se divide em quatro câmaras e o cérebro se desenvolve tanto que a cabeça fica desproporcional ao tronco. Ossos, cartilagens e articulações também são percebidos. No final desse mês, os órgãos essenciais estão presentes, e os principais sistemas, formados e integrados.

Desenvolvimento motor: com braços, pernas, mãos e pés, o bebê se movimenta no útero, embora a mãe não perceba.

Grande avanço: as principais áreas do cérebro já estão formadas e as células nervosas se multiplicam rapidamente. Medidas: o ex-embrião, agora feto, mede 3 cm e pesa 2 g.



Terceiro mês


Desenvolvimento físico: aos poucos, a face adquire feições humanas. Os olhinhos começam a assumir sua posição normal e também desenvolvem-se as pálpebras. Primeiro os dedos das mãos, depois os dos pés se separam e então começam a surgir as pequeninas unhas. Formam-se as cordas vocais, e as glândulas

salivares iniciam a produção de saliva. O diafragma ensaia movimentos que fazem o bebê inalar e

expelir o líquido amniótico que está em sua volta. Os rins já passam a produzir xixi, e o pâncreas, insulina. As paredes do intestino começam a se movimentar. Desenvolvimento motor: o bebê já mexe as mãos, mas a mãe ainda não distingue seus movimentos. 

Grande avanço: inicia-se o fluxo de sangue entre mãe e filho através da placenta, que também é responsável pela passagem dos nutrientes. O coraçãozinho do pequeno já pode ser ouvido com o auxílio de um aparelho - disponível nos consultórios dos obstetras - que emite ondas sonoras.

 Medidas: nessa fase, o feto mede cerca de 14 cm e pesa 50 g


Quarto mês


Desenvolvimento físico: sob a pele fina e transparente, que permite enxergar os vasos sanguíneos, o feto começa a acumular gordura. Seu minúsculo coração bombeia cerca de 21 litros de sangue diariamente. Os olhos, agora, estão totalmente voltados para a frente, e não mais para as laterais. As pernas já possuem dimensões maiores que os braços, e os ossos estão mais calcificados. A essa altura, os

genitais externos estão definidos e podem ser conferidos no exame de ultra-som. Ou seja, é a hora de mamãe e papai descobrirem o sexo do bebê.

Desenvolvimento motor: com espaço de sobra no útero, o nenê vira de um lado para o outro, movimenta braços e pernas, chuta e mexe o pescoço. E a mãe começa a perceber essa agitação.

Grande avanço: ao completar o quarto mês, seus reflexos estão bem ativos. O feto já consegue piscar, sugar os polegares e engolir o líquido amniótico. Também pode soluçar no útero, enquanto seu diafragma amadurece.

Medidas: ao completar o quarto mês de gestação, mede 19 cm e pesa 260 g.


Quinto mês


Desenvolvimento físico: o coração cresce bastante e seus batimentos ficam mais vigorosos. O cérebro também se desenvolve a passos largos. Os primeiros fios de cabelo apontam no alto da cabeça. Os cílios e as sobrancelhas estão visíveis, mas são brancos e finos. A pele é protegida por uma substância gordurosa e

esbranquiçada chamada vernix caseoso. Os ovários do feto feminino já contêm os óvulos

que a mulher carregará durante a vida. Nos meninos, a próstata também se desenvolve e os testículos descem para a bolsa escrotal.

Desenvolvimento motor: o bebê está mais ativo. Braços e pernas bem desenvolvidos movem-se com mais força à medida que músculos e esqueleto se fortalecem.

Grande avanço: o notável desenvolvimento do cérebro permite que o feto alterne períodos de sono e vigília. Em outras palavras, ele passa a dormir e acordar como um recémnascido. E pode até mesmo ter uma posição preferida para cair no sono.
Medidas: no fim do quinto mês, mede 26 cm e pesa quase 500 g.


Sexto mês


Desenvolvimento físico: seus órgãos, em especial o cérebro, continuam crescendo muito. Os vasos sanguíneos pulmonares se desenvolvem e os alvéolos começam a produzir surfactante, substância que possibilita a expansão do pulmão durante a respiração. Esse sistema ainda terá que amadurecer. Contudo, a partir dessa etapa o feto tem chance de sobreviver se nascer antes do tempo e for atendido numa

UTI neonatal. Embora ainda esteja magrinho, seu corpo fica cada dia mais proporcional. Os olhos estão mais visíveis e a boca e os lábios mais sensíveis. Os ossinhos do ouvido endurecem e podem captar estímulos sonoros. Seus dedos já possuem impressões digitais. 

Desenvolvimento motor: pode dar chutes fortes, esticar-se no útero e alternar períodos de grande atividade com outros da mais absoluta calma.

Grande avanço: o desenvolvimento do aparelho auditivo permite que a criança reaja a estímulos sonoros e reconheça sons como a respiração, os batimentos cardíacos e a voz da mãe. Seus olhos passam a responder à luz. 

Medidas: mede 32 cm e pesa 900 g. 


7 meses


Desenvolvimento físico: nessa fase, o feto cresce e engorda. Sua pele fica mais lisa. Os cílios e as sobrancelhas tornam-se mais visíveis. As pálpebras iniciam o movimento de abrir e fechar e os cabelos ficam mais espessos. Os pulmões amadurecem bastante: já são capazes de respirar, embora ainda com alguma dificuldade. A sucção e a deglutição melhoram. A mão segura com mais força. E a medula

óssea assume a produção das células sanguíneas. 

Desenvolvimento motor: muito ativo, o bebê mexe bastante, estica as pernas, vira e aperta a bexiga da mãe com a sua cabecinha.

Grande avanço: seu cérebro aumentou de tamanho e se tornou mais complexo. Há grande atividade na área responsável pelos sentidos, o que o torna mais sensível a luz, sons e aromas. Ao final do sétimo mês, a pequena massa cinzenta controla a temperatura do corpo do feto e a respiração. As ondas cerebrais já se parecem com as de um recém-nascido.

Medidas: ao término do sétimo mês, mede cerca de 36 cm e pesa 1,5 kg.


8 meses


Desenvolvimento físico: com exceção do pulmão, que ainda precisa amadurecer mais um pouquinho, a maioria dos órgãos já resiste à vida fora do útero. O cérebro se expande e as conexões entre as células nervosas aumentam. A gordura continua a se depositar sob a pele rosada, deixando o corpinho mais roliço. A íris torna-se colorida, mas só assumirá a tonalidade definitiva após o nascimento, ao ser

exposta à luz solar. O feto dorme com os olhos fechados e os mantém abertos quando está acordado. Além disso, consegue perceber a diferença entre claro e escuro e reage quando um foco de luz é dirigido à barriga da mãe. 

Desenvolvimento motor: o bebê ocupa quase todo o interior do útero, o que o impede de se movimentar muito, mas ainda assim pode dar chutes fortes e girar o corpo.

Grande avanço: o organismo do feto começa a preparar seu sistema de defesa interno, que vai protegê-lo contra doenças no futuro.

Medidas: ao completar o oitavo mês, o pequenino mede em média 42 cm e pesa 2,5 kg.


9 meses


Desenvolvimento físico: o acúmulo de gordura deixa seus braços e pernas mais gordinhos e formam-se dobras no pescoço e na cintura. A pele está mais grossa e as gengivas bem duras. Os intestinos acumulam mecônio, eliminado após o parto. O pulmão, finalmente preparado para trabalhar, treina movimentos respiratórios. E se o feto estiver virado e encaixado na metade desse mês (37a semana), o nenê

está pronto para nascer.

Desenvolvimento motor: o espaço mais apertado reduz seus movimentos. No entanto, avise o médico se o bebê não se mexer por 6 horas.

Grande avanço: a criança já domina todas as funções essenciais para a vida lá fora: batimentos cardíacos, respiração, produção de hormônios, digestão. E tem força para sugar, requisito essencial para as mamadas, que oferecem o leite - alimento para o seu corpo - e o abraço de sua mãe.

Medidas: ao nascer, os bebês pesam em média 3,3 kg e medem 50 cm.

Visite também nosso site: www.biancamachado.com.br
Rua Antonio Palhano Guimarães, 99 - Butantã  -  SP ( 4 km metrô Butantã )
(11) 3120-4095 / (11) 97107-1018